Hey, Ho, Let’s Talk About Punk

Vamos falar sobre PUNK… Bem, quando se fala em punk, deve vir a sua cabeça a imagem de um cara com moicano de espinhos, tatuagens e um colete de couro né? É, na minha também, kkkk. Por que eu disse isso? Não sei.

O PUNK pode ser definido de várias formas. Um estilo musical, filosofia de vida ou jeito de se vestir e se comportar. Começaremos com o estilo musical e o movimento que começou na década de 70.

Pra falar de punk, temos que falar um pouco de rock progressivo, mas bem pouco, não se preocupe. Você sabe o que é rock progressivo? É um estilo bem paradão e trabalhado, quase uma “música clássica” do Rock N’ Roll. Eu, particularmente gosto bastante deste gênero. A banda mais famosa desse estilo é a banda Pink Floyd. Esse movimento (o prog rock) começou lá nos 60’s. Mas daí lá pelos 70’s o pessoal começou a ficar entediado com essa música parada, e veio o PUNK.

Um estilo bem agitado, com um pessoal cabeludão e de jaqueta de couro. O punk veio para agitar, haha. Fez os ingleses que ficavam sentados em suas poltronas ouvindo um prog se levantarem e sacudirem a cabeça bem forte até doer o pescoço. É claro que não podemos falar de punk sem falar da maior de todas. Eles que são conhecidos como os REIS ou os PAIS do punk, que fizeram o movimento se popularizar, os Ramones!!!!

Mas não tenho muito que falar deles. Eles vieram e revolucionaram, popularizaram, e são venerados até hoje. Não vou rasgar muita ceda aqui, porque embora eu goste muito de Ramones, eles não são (ou eram, sei lá) o meu “estilo de punk” favorito. Como assim? bem. As letras deles eram bem “simples” falavam de amor ou coisas assim.

Não desvalorizo as letras deles, claro. Elas serviram para mexer um pouco com as pessoas, mas o punk que eu gosto mesmo, são aqueles que surgiram depois. Começaram a surgir bandas de punk, que utilizavam o ritmo simples e agotado para passar sua mensagem de revolta.

Uma banda que eu gosto muito e faz isso muito bem é a Bad Religion. Escutem um som deles aí:

Também tem o Green Day e The Offspring:


Além dessas bandas, também temos ótimas bandas punk no cenário do rock brasileiro. Algumas que continuam na ativa até hoje. Como Ultraje a Rigor por exemplo:

Resumindo, o punk é se mexer. Não fique aí com a sua bunda sentada no sofá compartilhando coisas no face ou no tumblr. Não tem problema fazer isso de vez em quando, dar uma relaxada. Mas é importante sair um pouco, ver os amigos, se divertir, talvez fazer uma revolução. Pare de reclamar de funk e Restart e se interesse um pouco por política ou filosofia. Tente fazer sua vida valer a pena. É uma    tarefa difícil mas, escute um pouco de punk, se revolte, pense que a sua vida pode melhorar, e então se mexa um pouco.

HEY, HO, TIRE SUA BUNDA DO SOFÁ!

Anúncios

Um comentário em “Hey, Ho, Let’s Talk About Punk

  1. Pingback: Música é Diversão | Bloqueio Nerd

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s