O Grande Ditador – Chaplin ou Hitler?

Para aqueles que não sabem o que é uma ditadura, ou querem saber mais sobre o assunto, recomendo dois posts que falam sobre o assunto. Um é o No Labirinto do Minotauro: Ditadura e o outro é o Sociedade Alternativa. O primeiro fala da ditadura de um modo geral, e em como ela pode ajudar ou não. O segundo se foca mais na ditadura militar aqui do Brasil, e no cenário musical da época.

Certamente você já ouviu falar de Hitler, um dos, senão O maior ditador de todos os tempos. Ele subjugou a Alemanha, foi responsável pelo Holocausto e pela queda da Alemanha, que não se saiu muito bem em sua empreitada de dominar o mundo. Hitler se utilizou do poder de seu exército, e do apoio da alta sociedade alemã para convencer o povo de seus ideais diabólicos. O ditador acreditava que apenas os arianos (loiros de olhos azuis) deveriam viver, sendo que ele nem alemão era! (Para mais informações, recomendo o Nerdcast 299 – A sombria ascensão de Hitler).

Além de tudo isso, ele possuía um bigodinho muito famoso, que era utilizado por parte dos homens da época, mas que hoje é quase como sua assinatura. Outra personalidade muito famosa que possuía o tal bigodinho era Charles Chaplin, famoso por seus filmes mudos. Um dos seus maiores trabalhos foi o filme Tempos Modernos. O que muitas pessoas NÃO sabem, é que ele também fez filmes falados.

O primeiro filme falado de Chaplin se intitulava O Grande Ditador. Ele foi lançado em 1940, antes dos EUA entrar na Segunda Guerra Mundial. No filme ele interpreta dois personagens: Um judeu, e o ditador. O filme é uma sátira clara ao Nazismo. Ele contém várias piadas quanto à sexualidade de Hitler, os rumores de como ele se “animava” fazendo discursos, seu desejo de conquistar o mundo. Mas também mostra um lado mais sombrio, pois ele descarta facilmente seus oficiais, e caça os judeus sem piedade.

Há também o interesse romântico do judeu. Os dois acabam sendo separados, pois seu amor foge para outro país, mas ele é capturado pelos “Nazistas”. Em certo momento do filme, o judeu é confundido com o ditador, e acaba ocupando seu lugar, tendo que fazer um discurso, que é transmitido pelo rádio.

Meus amigos, essa é a melhor parte do filme. É um belo discurso sobre como os homens deixaram de amar as pessoas, e passaram a amar as armas e as máquinas. Como eles estão PENSANDO DEMAIS e SENTINDO MUITO POUCO. O mais impressionante é que esse discurso é válido até hoje, e sempre me arrepio ao ouvi-lo. Acho que todos deveriam ver esse discurso, e por isso peço que assistam o vídeo aqui embaixo.

Anúncios

Um comentário em “O Grande Ditador – Chaplin ou Hitler?

  1. Eu me impressiono como todas as críticas sociais, econômicas e políticas, feitas em qualquer época, são válidas até hoje, apenas desconsiderando algumas diferençazinhas. Isso é uma prova como tudo se repete!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s