Eldest: Elfos, Dragões e Rituais Demoníacos

Eldest é o segundo livro da série O Ciclo da Herança. Se quiser ler a análise que o Minotauro fez sobre o primeiro livro, CLIQUE AQUI. Se você já leu o primeiro livro e quer saber se deve continuar lendo… bem. Se você está procurando uma super trama empolgante, não é aqui que vai encontrar. Mas se quer uma leitura Light, com magia, criaturas, alguns plot twists bacanas e um pouco clichês, vá em frente. É uma leitura fácil e boa. Mas se ainda não leu o primeiro… O que está fazendo aqui?

No início do livro nós ficamos um pouco com o Eragon lá em Farthen Dur, e depois de uns acontecimentos, Eragon parte para Ellesméra, a terra dos elfos, para completar seu treinamento. Os Varden partem para surda. Os dois, Eragon e Varden, devem se preparar, pois uma guerra se aproxima, e eles devem ser capazes de sobrepujar o terrível Galbatorix! (que deve ter vindo da Gália, hahaha, entendedores entenderão)

Vou dividir o livro em três partes, e dizer minha opinião sobre elas:

Início: O início do livro é bom, começa com um acontecimento bem impressionante. Depois tem a viagem de Eragon até Ellesméra, e a chegada dele. Nesta parte você conhece um pouco sobre os elfos. Como vivem, onde vivem, e como se comportam. Eita criaturinhas complicadas esses elfons hein!!!

Meio: Depois de chegar em Ellesméra, Eragon inicia seu treinamento. A aparição de seu mentor é bem impressionante mesmo, “de cair os butiás do bolso”, como se diz aqui no sul. O início do seu treinamento é muito bom também, pois você aprende um pouco sobre o universo, mas depois de várias páginas se torna extremamente cansativo. O meinho do livro é bem chato viu. Depois de um tempo Eragon não aprende nada de muito novo, e não acontece nada. Depois de muitos capítulos o autor deve ter se tocado que estava muito parado, e resolveu dar uma agitada. Então aconteceu o RITUAL DEMONIACO!

[INÍCIO DOS SPOILERS]

Os elfos fazem um ritual com o Eragon, que tem um nome bem complicado, mas vamos chama-lo de ritual demoníaco. É um grande ritual onde todos elfos se reúnem, mesmo de outras terras. Eles cantam, bebem, comem, encenam e fazem de tudo. No fazem um ritual com o Eragon, e quando ele acorda, ele está sem nenhuma cicatriz, inclusive o ferimento que sofre de Durza O_O E também está com “características élficas”. Está mais forte, ágil, e sua aparência física também muda. Sinceramente, eu não gostei dessa parte.
Primeiro: Porque tirou suas cicatrizes, suas marcas. As cicatrizes de um guerreiro são um motivo de orgulho, lembranças de suas batalhas. Acho que o autor fez isso porque o ferimento feito por Durza fazia com que Eragon ficasse muito fraco.

Segundo: Eragon e os próprios elfos (alguns deles, principalmente o que treina ele com espada) acham que ele não será capaz de derrotar Galbatorix, não só pelo ferimento em si, mas por ele ser um humano. Tem raiva de Saphira ter escolhido um humano, um ser inferior, ao invés de um elfo. E eu achei que Eragon seria capaz de calar a boca de todos mostrando que um humano é capaz, mas ao invés disso ele meio que se tornou um elfo. #Traiuomovimentohumanista hahahahah.

Mas bem, essa é minha opinião. Pra quem é fã dos elfos (né Minotauro) deve ter gostado.

[FIM DOS SPOILERS]

Fim: No fim tem uma batalha (que nem no primeiro livro) que também tem uma grande revelação. Mas não me surpreendeu muito pois eu já esperava aquilo. O final é a melhor parte, pois tem bastante ação, acontecem muitas coisas, no tirando do marasmo do meio do livro.

Um ponto MUITO BOM do livro é que o Eragon não é o único protagonista. Quer dizer, ele é, mas o livro alterna entre o Eragon, e passagens com seu primo Roran, que se mostra um grande líder, corajoso, forte, determinado. Ele realmente CHUTA BUNDAS nesse livro, ou melhor, MARTELA CABEÇAS. Essa sim foi uma boa surpresa. No início Carvahall é atacada, e ele ajuda na defesa, e depois guia o povo do vale Palancar em uma jornada até Surda. Eu ainda não li toda a coleção, mas até o fim eu espero que Roran fique cada vez mais foda, pois esse aí tem meu respeito!

Bem pessoal, foi isso. O segundo livro é bom. Nada excelente, mas é apenas o que se espera dele, tirando o meio, que é um pouco arrastado, mas o início e o fim são ótimos! Recomendo que leiam essa saga que tem muito de Senhor dos Anéis, Star Wars e D&D, hahahah. Até a próxima.

Anúncios

2 comentários em “Eldest: Elfos, Dragões e Rituais Demoníacos

  1. O fato do Eragon se transformar em “meio humano e meio elfo”, serve justamente pra acabar com qualquer disputa que possa haver entre humanos e elfos, ou seja, Eragon está lutando não só pelos humanos, mas pelos elfos também ^_^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s