2001: A Odisseia da Chatice

Olá galera. Post atrasado esta semana, mas o importante é não deixar de postar. Hoje vou falar um pouco para vocês sobre o famoso e renomado filme de Stanley Kubrick. Alguns dizem que este filme é sua maior obra! Bem… Eu não assisti muitos filmes dele, mas os que afirmam que 2001 é o melhor devem ser aqueles que querem pagar de cult! Só pode! Quem já assistiu o filme tem que concordar comigo que ele é arrastadíssimo! Grandes sequências sem falas, movimentações lentas e de causar sono… zzZZzzZZzz… só de lembrar eu já…

Pra você que ainda não se convenceu, e está pensando: “Este filme não pode ser tãããão chato assim”, eu vou contar um pouco do filme, para que você não tenha trabalho de ir tentar assistir. Ok. Por onde começamos? Pela entrada? Não, isto não é um jantar. Vamos começar pelo início, que é a cena dos macacos. Mas antes da cena dos macacos nós temos a melhor parte deste filme, que se repete durante suas mais de duas horas, que é o tema principal. E este meu amigos, é SUBLIME! Um dos temas mais épicos e belos de todos, embora não seja tão icônico e famoso como os temas de Piratas do Caribe, Indiana, Harry Potter e etc. O tema deste filme é lindo, demais, se há algo para “ver” neste filme, é o tema. Okay, após a abertura épica, aí sim temos a cena dos macacos.A cena começa com vários macacos… aí aparece uma onça… aí a onça come um bixo, e passa mais um tempinho. Quando você viu já foram quase quinze minutos. Então você fica pensando “Odisseia no espaço? Como que esses macacos pré-históricos vão parar no espaço?”. Neste momento começa-se a pensar que o filme pode ser interessante, pois surpreendentemente dois macacos começam a brigar pela liderança do grupo, e vários macacos fazem rodinha em volta gritando “UH UH UH (Briga! Briga! Briga!)”. Então um deles pega um osso e começa a dar várias porradas na cabeça do outro, até mesmo depois dele estar morto, e ganha a briga. A cena toda no maior estilo Animal Planet. E no segundo seguinte, do nada, aparece um aerolito monólito preto, os macacos ficam em volta dele e… VUM, muda a cena pra milênios na frente.

Neste segundo ato do filme, que começa numa época futurista, acompanhamos um homem, cujo nome me escapa no momento. Descobrimos que há algo de estranho acontecendo, talvez um surto de vírus. Numa reunião de uma espécie de “ONU espacial” descobrimos que na verdade um aero… MONÓLITO foi descoberto na lua. E até essa cena quando descobrimos isso já foi mais uma meia hora, no mínimo! Após isso, corta pra lua e um grupo de exploração, que após alguns diálogos, encontram o monólito e começa um som estridente, como um alto assobio que parece vir da pedra. VUM, outra cena mais no futuro.

Começa então o terceiro ato do filme, que é o “central”, ou principal, pois ocupa mais ou menos metade do filme, e é a parte que contém toda a história e a moral do filme. O terceiro ato mostra uma nave que está partindo em uma missão para Júpiter. Na nave há alguns cientistas em estado de hibernação, mas há dois que estão operando a nave, juntamente com HAL, a inteligência artificial da nave. Esta parte também é super lenta, porém possui alguns diálogos muito bons, principalmente com o HAL, mas ainda assim, mais para o fim começa a ficar silencioso novamente.

A cena final do terceiro ato, que conclui a obra com uma super viajem maluca impossível de se compreender a primeira vista, tem mais de vinte minutos. Então veja só comigo, uma cena de vinte a trinta minutos, de puro silêncio e imagens filosóficas. É fogo! Não contarei como é o final, pois não quero “estragar” o filme para o maluco que quiser vê-lo. Mas prepare-se, pois mais da metade do filme é silêncio ou som de respiração. E os diálogos nem são tão bons assim, as partes mais poéticas estão nas imagens. Porém, se há algo que realmente valha a pena neste filme, e que realmente é uma obra excelente, como eu já disse antes, é o tema musical deste filme, composto por Strauss.

Quem não quiser escutar a música completa, escute apenas até 1:40, vale a pena

Por hoje é isso pessoal, espero que tenham gostado, e que tenham escutado a introdução do tema! Se gostou, curta o post aqui em baixo, compartilhe, e não esqueça de curtir a page no facebook! Muito obrigado e até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s