Covers Que Superaram As Músicas Originais

Olá nerds, hoje vou falar de alguns covers que superaram as músicas originais, seja em questão musical, ou em sucesso, ou nos dois. Mas antes vamos esclarecer algumas coisas: este post expressa a MINHA opinião, se você não concorda comente aí em baixo (educadamente); por cover entende-se alguém tocando a música de outro alguém, seja praticamente igual ou uma versão diferente. Bem, acho que agora podemos ir para o post!

Você certamente deve conhecer as músicas de quais eu vou falar. Pelo menos a maioria, e algumas são bem famosas por serem covers, mas certamente o cover é mais famoso, e a pessoa acaba conhecendo ele primeiro, e levando um choque quando descobre que não é a versão original. Muitas vezes achamos o cover melhor, por termos um apego sentimental a ele. E o inverso é verdadeiro também. Quando ouvimos um cover, e já conhecemos a original, fazemos cara feia antes mesmo antes de ouvir! Mas o negócio é deixar o PRÉ conceito e curtir as músicas.

Twist And Shout

Essa música eu descobri há pouco tempo que não era dos Beatles, e eu fiquei tipo “minha vida foi uma mentira”. Essa música é um grande sucesso da banda, e nunca ninguém comenta que ela é um cover, como acontece com outras bandas. Realmente foi uma surpresa pra mim. A música originalmente foi gravada pelos The Topnotes (haha, conhecidíssimos, claro). 

The Man Who Sold The World

A primeira vez que ouvi esta música foi no Unplugged do Nirvana. Uma versão belíssima, como todas canções desse álbum. Mas na verdade ela é um cover do David Bowie. A música não destoa tanto assim da original, mas a do Bowie tem uma levada mais pop, com um efeito muito louco na voz, já a do Nirvana é um pouco mais “preenchida” digamos assim.

Knockin on the Heaven’s Door

Essa daí já é meio manjada, e todo mundo sabe que não é do Guns and Roses, mas com certeza a primeira vez que você a ouviu foi a versão do Guns! A versão original é do Bob Dylan. Eu prefiro a do Guns pois foi a que ouvi primeiro tem mais pegada, e uns solos muito épicos do Slash (melhor que aquela gaitinha, haha).

 

Essa música também tem o ótemo cover do Zé Ramalho, e de outras infinitas bandas e artistas. Este universo dos covers é imensamente mente imenso. E tem muitos que eu não falei, como Sweet Dreams do Eurythmics, regravada pelo Marlyn Mason, ou de Wiskey in the Jar, que é música tradicional gravada pelos The Dubliners, e só depois pelo Metallica. Bem, comente aí em baixo sua opinião, quais covers faltaram, quais são os melhores ou os piores. Não esqueça de curtir e compartilhar este por e de curtir a nossa página.

Anúncios

4 comentários em “Covers Que Superaram As Músicas Originais

  1. Eu prefiro “Knockin on the Heaven’s Door” na voz do Dylan mesmo, talvez por ser apaixonada por homens com vozes estranhas.

    A versão Sweet Dreams do Marilyn Manson é 100x melhor que a original. :p

    Tem a versão do Rammstein de Stripped (Depeche Mode), que eu acho que tem mais pegada que a original.

    A versão do Placebo de “Running up that Hills” é bem melhor que a de Kate Bush.

    eu tinha o cd, em italiano, da original do “C’era Un Ragazzo Che Come Me Amava Beatles I Rolling Stones”, mas nas mudanças da vida, perdi. rs.

    essa semana descobri um cover que me deixou chocada, triste, agoniada, quase morrendo: Chitãozinho e Xororó inventaram de fazer uma versão de “All I want” de Joni Mitchell… é o fim do mundo -_-.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s